Novos Mecanismos para Acelerar a P&D em Doenças Tropicais Negligenciadas (NTDs)

doenças tropicais negligenciadas (NTDs) são um grupo diverso de doenças transmissíveis que prevalecem em condições tropicais e subtropicais e afetam mais de um bilhão de pessoas. Doenças crônicas, altamente debilitantes e potencialmente letais, as NTDs não causam apenas impacto direto na saúde dos pacientes, mas também diminuem a capacidade de ganho e aumentam o desemprego, gerando um tremendo impacto social e econômico, perpetuando o ciclo de pobreza nas regiões afetadas.

A farmacoterapia disponível para as NTDs é amplamente insatisfatória. Falta de eficácia, toxicidade, tratamentos de longo curso, surgimento de cepas resistentes e alto custo são alguns dos problemas associados. A identificação de novos fármacos, eficazes, seguros e baratos é urgentemente necessária. Ao mesmo tempo, os esforços para a descoberta e desenvolvimento de novas fármacos têm sido dificultados por muitos desafios ligados principalmente à compreensão parcial das doenças. A falta de ensaios adequados para avaliar a eficácia dos medicamentos, relativamente pouco apoio financeiro, uma comunidade de pesquisa fragmentada e a falta de ferramentas apropriadas convertem a tradução das descobertas pré-clínicas em medicamentos registrados e acessíveis em um desafio imenso.

A Iniciativa Fármacos para Doenças Negligenciadas (DNDi em inglês) é uma organização de pesquisa e desenvolvimento (P&D), sem fins lucrativos, orientada pelas necessidades dos pacientes com NTDs. Desde 2003, tem trabalhado arduamente para ultrapassar os obstáculos acima mencionados e disponibilizar tratamentos novos e acessíveis a todos os pacientes. Além de suas principais atividades de descoberta e desenvolvimento de medicamentos, a DNDi fortalece a capacidade de P&D em regiões endêmicas de doenças para gerar um ambiente científico sustentável em torno de NTDs e defende a mudança de políticas para a ampla disponibilidade de tratamentos.

Uma variedade de modelos colaborativos inovadores e flexíveis tem sido aplicada para enfrentar os desafios de desenvolver tratamentos seguros, eficazes e adaptados para pacientes que sofrem de doenças negligenciadas, incluindo doença do sono, leishmaniose, doença de Chagas, infecções filariais, micetoma, infecção pediátrica por HIV e infecção pelo vírus da hepatite C (HCV).

As afirmações acima são do pesquisador PhD Jadel Müller Kratz, Coordenador de Lead Optimization na DNDi América Latina, que estará no Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP, no dia 05 de abril de 2018, onde profere palestra às 11 horas, com o objetivo de fornecer uma breve visão geral do modelo organizacional da DNDi e como ela está impulsionando a P&D para doenças negligenciadas em todo o mundo. A atividade é aberta a todos os interessados gratuitamente e a palestra será proferida em português.

O pesquisador está visitando o Grupo de Estudos em Química Medicinal (NEQUIMED) do IQSC, coordenado pelos professores Drs. Carlos Alberto Montanari e Andrei Leitão. Na área de DNDi o grupo estuda antiparasitários para a doença de Chagas e as leishmanioses.

Palestra
“Novos Mecanismos para Acelerar a P&D em Doenças Tropicais Negligenciadas (NTDs)”
PhD. Jadel Müller Kratz, PhD (DNDI)
05/04/2018, quinta-feira, 11 horas, anfiteatro A do edifício Q1 do IQSC
Av, Trabalhador São-carlense, 400 – área 1
Inscrições: www.iqsc.usp.br/eventos
Informações: (16) 3373-9968 ou 3373-8272
Contato para esta pauta: (16) 3373-9900

Foto: NEQUIMED IQSC

Notícia cadastrada por SANDRA APARECIDA ZAMBON DA SILVA
O conteúdo da notícia é de inteira responsabilidade do autor.