Pesquisadores do IQSC recebem o Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia

A premiação foi entregue em encontro que reuniu cerca de 600 participantes, entre executivos da indústria química e outros setores industriais, autoridades do Governo, parlamentares, pesquisadores e acadêmicos. Foto: GrupoPhoto/Abiquim, com adaptação

O cientista Frank Nelson Crespilho, coordenador do Grupo de Bioeletroquímica e Interfaces do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP e Graziela Sedenho, doutoranda junto ao IQSC-USP, venceram a categoria “Pesquisador” do Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia, entregue em dezembro de 2019, durante o Encontro Anual da Indústria Química (ENAIQ), organizado pela ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química.

O vice-presidente do Conselho Diretor da Abiquim Manfredo Rübens (BASF); os pesquisadores Frank Nelson Crespilho e Graziela Sedenho; o vice-presidente do Conselho Diretor da Abiquim, Eduardo Knust (Artecola); e o coordenador da Comissão de Tecnologia da Abiquim, Rafael Pellicciotta, na entrega do Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia durante o ENAIQ 2019. Foto: GrupoPhoto/Abiquim

O trabalho premiado “Baterias orgânicas e organometálicas não corrosivas, seguras, sustentáveis e com baixa toxicidade” consiste em uma microbateria, produzida a partir de gelatina vegetal, com potencial para aumentar a segurança em dispositivos médicos por ser menos tóxica que as baterias tradicionalmente usadas na área de saúde, podendo ser absorvida pelo organismo em caso de rompimento ou descartada sem prejuízos ao meio ambiente. O trabalho contou com a colaboração dos pesquisadores Michael Aziz e Roy Gordon da Universidade de Harvard, dos Estados Unidos.

Crespilho informou que estão buscando parceiros no Brasil e no exterior para a transferência de tecnologia.

Saiba mais clicando aqui.

por Sandra Zambon (Comunicação IQSC) com informações da ABIQUIM

Notícia cadastrada por Sandra Zambon
O conteúdo da notícia é de inteira responsabilidade do autor.