INTRANET  |   WEBMAIL (Zimbra / Google)  |  

Aplicações de RMN-DT: do plástico ao churrasco

Dentre as técnicas analíticas utilizadas atualmente nas mais diversas áreas de pesquisa, destaca-se a ressonância magnética nuclear (RMN) que, dependendo do campo magnético empregado, divide-se em alta e baixa resolução. As medidas de RMN de baixa resolução exploram principalmente o fenômeno da relaxação do sinal de ressonância em função do tempo, sendo conhecida como RMN no domínio do tempo ou RMN-DT.

Henrique Fernandes abordará as aplicações da RMN-DT na sexta-feira, dia 02 de fevereiro de 2018, às 16 horas, no Instituto de Química de São Carlos. “A RMN-DT é utilizada tanto na pesquisa quanto na indústria, englobando estudo de alimentos, plásticos, borrachas, entre outros. Dentre suas vantagens em relação à técnica de alta resolução, destaca-se o baixo custo, facilidade operacional e velocidade de análise”, afirma.

O palestrante é licenciado em Química pela UNESP, com mestrado em Química Inorgânica e Analítica pela USP. Desenvolve seu doutorado na área de síntese e análise de polímeros derivados de óleos vegetais, junto ao Grupo de Química Analítica e Inorgânica do IQSC, sob orientação do Prof. Dr. Benedito dos Santos Lima Neto e co-orientação do Prof. Dr. Eduardo Ribeiro de Azevedo do Instituto de Física de São Carlos.

Seminário
“Aplicações de RMN-DT: do plástico ao churrasco”
Henrique Fernandes (IQSC-USP)
02/02/2018, 16 horas, anfiteatro A do edifício Q1 do IQSC-USP
Av. Trabalhador São-carlense, 400
Inscrições: www.iqsc.usp.br/eventos
Informações: (16) 3373-9909

Por Sandra Zambon (Comunicação IQSC)
Imagem: Henrique Fernandes (IQSC)

Notícia cadastrada por SANDRA APARECIDA ZAMBON DA SILVA
O conteúdo da notícia é de inteira responsabilidade do autor.