Plataforma conecta cientistas para doação de reagentes

“Funciona assim: imagine que o experimento científico é uma receita de bolo, que os reagentes são os ingredientes necessários para executar essa receita, e que praticamente todos esses ingredientes são importados, caríssimos (ainda mais agora, com a alta do dólar) e costumam demorar semanas para serem entregues. Agora, imagine que você precisa preparar um bolo que leva um fermento especial, importado da Suíça, mas que está em falta no mercado (ou não cabe no seu orçamento).

Você, então, lança um apelo na SociaLab: “Preciso de X gramas de fermento especial”. O sistema vasculha os inventários dos laboratórios cadastrados na plataforma para identificar se alguém tem um pouco dessa farinha disponível, e manda uma mensagem privada para essa pessoa, perguntando se ela aceita doar uma xícara para você. Se a pessoa aceitar, o sistema coloca vocês dois em contato, e segue o jogo. Se a pessoa não aceitar, tudo bem, ninguém fica sabendo de nada.

Tudo automatizado, tudo gratuito. O único gasto é com a postagem do material, que fica por conta de quem solicitou a doação. A plataforma já tem mais de 50 laboratórios cadastrados, em mais de 20 Estados, com mais de 8 mil reagentes e 1 mil linhagens de células disponíveis para compartilhamento.”

Leia o texto de Herton Escobar para o Jornal da USP, na íntegra, clicando aqui.

Foto: Cecília Bastos/USP Imagens com adaptação

Notícia cadastrada por Sandra Zambon
O conteúdo da notícia é de inteira responsabilidade do autor.