Aspectos gerais da liberação controlada de fármacos

Grande parte dos medicamentos existentes têm o objetivo de liberar prontamente seu princípio ativo e produzir a ação esperada de forma imediata. O tratamento depende então da administração regular do medicamento. Entretanto, alguns medicamentos são desenvolvidos para proporcionarem uma liberação lenta e gradual no organismo, de forma que uma única dose possa atuar por períodos maiores, permitindo uma liberação controlada do fármaco na corrente sanguínea.

No dia 10 de agosto, o Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP oferece seminário que abordará os sistemas existentes de liberação controlada de drogas, analisando aspectos positivos e negativos de cada um e mostrando algumas aplicações interessantes das pesquisas na área.

Kelly Suely Galhardo explica que os sistemas de liberação controlada de fármacos no organismo são vantajosos em diversos aspectos: “mantendo a concentração do fármaco constante em longos tempos dentro da faixa terapêutica, promove-se uma maior eficácia no tratamento, evitando que níveis tóxicos sejam alcançados, assim como muitos efeitos colaterais provenientes dos métodos convencionais de tratamento”. Sobre como esse processo ocorre, esclarece que “ao se escolher que mecanismo de liberação será usado, é importante saber como este medicamento será levado até o local adequado, se sua liberação será por mudança de pH, de temperatura, de campo magnético dentre outras formas”.

Kelly é Bacharel e Mestre em Química. Faz trabalhos de produção e edição de animações voltadas ao ensino de química e está cursando Licenciatura em ciências Exatas juntamente com o doutorado que desenvolve sob orientação do professor doutor Sérgio Antônio Spinola Machado do Grupo de Materiais Eletroquímicos e Métodos Eletroanalíticos (GMEME) do IQSC.

O seminário será às 10 horas no anfiteatro B do edifício Q1 do IQSC. As inscrições são gratuitas e abertas aos interessados: www.iqsc.usp.br/eventos

Endereço: Av. Trabalhador São-carlense, 400 – área 1
Contato: (16) 3373-9909

Por Sandra Zambon (Comunicação IQSC)
Foto: U. Leone/Pixabay CC0

 

Notícia cadastrada por Sandra Aparecida Zambon da Silva
O conteúdo da notícia é de inteira responsabilidade do autor.